quarta-feira, 25 de abril de 2012

Espelho e Desejo


Essa semana postei um texto que escrevi sobre autoconfiança e a importância de enxergarmos melhor quem nos somos, de  poder olhar no espelho e enxergar melhor tudo que está guardo dentro de si e se não gostar do que vê tente olhar de outro angulo. Foi mais ou menos sobre isso que meu texto quis falar. Hoje encontrei esse texto que adorei da Martha Medeiros, então resolvi postar para vocês.

Espelho e Desejo ...
Uma amiga me diz que não suporta mais se olhar no espelho. Ela está se achando gorda, feia, desprezível. Antigamente, eu talvez dissesse a ela que está na hora de fazer uma dieta e dar uma ajeitada no visual, mas hoje em dia aconselho outra coisa: está na hora, isso sim, de trocar de espelho.

Ela está apenas um pouco acima do peso ideal, e feia não é de jeito nenhum. É uma mulher inteligente, divertida, bacana. O problema é que está totalmente focada no trabalho, não tem se relacionado com ninguém. Não namora. Não quer nem pensar em seduzir ou ser seduzida, fechou pra balanço. É é justamente este o espelho que está lhe faltando pra ver-se com olhos mais generosos.

A gente se apaixona por si próprio à medida que nos enxergamos através dos olhos dos outros. Isolados numa ilha - ou trancados num apartamento - a tendência é não enxergarmos grandes atrativos em nós. Mesmo sabendo que somos pessoas legais, quem confirma isso? Ok, com a auto-estima em dia, não dependemos tanto assim da apreciação alheia. Mas ninguém consegue manter-se em alta por muito tempo sem comprovar que é amado, gostado. Em suma, desejado.

Todo ser humano necessita despertar desejo. Quando as pessoas nos olham e não nos diferenciam de uma cadeira, a coisa vai mal. Isso acontece muito naquela instituição, como é mesmo o nome? Casamento. Os dois seguem se amando, mas já estão há tanto tempo juntos que não faz mais diferença se a mulher embarangou ou se o marido perdeu os dois dentes da frente: "amo você de qualquer jeito, bem". Ama, sem dúvida. Mas não nos enxerga mais. É aí que mora o perigo. Homens e mulheres precisam de um espelho que lhes diga constantemente o quanto são interessantes e atraentes. Se o espelho rachou em casa e não reflete mais nada, das duas uma: ou a gente se entrega ao desleixo, ou vai buscar reflexos de si mesmo em outro alguém.

Conheço garotas muito mais gordas que minha amiga, e menos bonitas e inteligentes do que ela, mas que não sentem vergonha do próprio corpo, seguem no jogo da vida, ganhando mais do que perdendo. São bem amadas por amigos e namorados, portanto a imagem que têm delas mesmas é menos rigorosa. E acabam se tornando belas de verdade.

Martha Medeiros



4 comentários:

  1. muuito legal o texto!

    http://entre3amigas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *-* foi por isso que postei*-*
      é bom ler sobre esses assuntos
      está perto da realidade e aprender
      muitas coisas*-* BJS!

      Excluir
  2. Nossa amei seu blog Esse texto é muito lindo *-* Adorei
    Já estou seguindo aqui segue de volta?
    bjss
    http://diaryofaplasticdoll.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou:)
      Passo no seu sim!-*
      BJS!

      Excluir

Obrigada por deixar seu comentário! BJS!!